Concreto armado ou viga metálica?

Não dá para decretar o fim do concreto armado na construção civil, mas ele ganhou melhor aplicação com a chegada das vigas metálicas. A construção de edificações com o uso do concreto armado no Brasil é predominante, mas, nos últimos anos vem sendo utilizado novos métodos construtivos, um exemplo, são as vigas metálicas. Saiba por que as vigas de aço têm ganhado cada vez mais espaço em obras de pequeno, médio e grande porte:  

1 – Execução: enquanto a estrutura de concreto deve ser produzida toda na obra, a metálica é apenas montada, tendo sua produção feita em fábrica.

2 – Material: enquanto na estrutura de concreto os materiais são diversos, entre eles a areia, cimento, brita, tinta, água, formas de madeira, serrote, ferragem, etc, sendo ainda que alguns precisam de um tempo maior para serem produzidos e com possibilidade de erro, na estrutura metálica precisa basicamente de parafusos, aço e tinta, já que ela chega ao canteiro de obra quase pronta, e na quantidade exata, de acordo com o projeto.

3 – Quantidade de material e espaço: enquanto na estrutura de concreto são de difícil estimativa, na metálica já é possível saber antes mesmo de produzi-la e com erros mínimos.

4 – Mão-de-obra: levando em consideração o mesmo tamanho de construção e o mesmo tempo, seriam necessários muito mais operários na parte da estrutura de concreto do que da metálica, pois enquanto as paredes ainda sobem com toda a linha de produção da matéria-prima, a metálica é apenas montada. Deve-se destacar que a mão-de-obra utilizada numa estrutura metálica é bem mais especializada, o que a encarece, além da carência de profissionais habilitados. Mão-de-obra para concreto há em mais abundância e exige menos qualificação e remuneração. Erros são por vezes admissíveis e corrigidos. Erros na metálica devem ser nulos.

5 – Peso: é um fator extremamente importante na escolha do tipo de estrutura que será usada, e neste caso a metálica, novamente, sai ganhando. A fundação fica mais tranquila pela quantidade de blocos a serem usados, pela estrutura em si, e tudo isso alivia a tensão nas vigas e colunas e deixa a base muito mais leve.

6 – Barulho: de fato, este é um problema quando falamos em estruturas metálicas. Escadas pré-produzidas, por exemplo, se não forem bem forradas, serão bem barulhentas. No caso de edifícios, os passos no andar de cima, barulho de descarga e até a conversa dos vizinhos, dependendo da altura, poderão ser bem escutados a ponto de incomodar. As estruturas de concreto não têm esse problema, logo que as paredes são mais grossas e o material ajuda na contenção dos ruídos.

7– Resistência: esse item é imparcial. A questão tratada na resistência é o que possibilita que ambas sejam utilizadas. Nenhum deixa a desejar ou mostra-se superior à outra.

8 – Financeiro: a estrutura metálica em si tem maior custo, mas levando em consideração todos os materiais que serão usados para produzir a estrutura de concreto, é mais em conta. 

9 – Prazos: é, o prazo de entrega foge de ser o mesmo. A estrutura metálica está bem à frente nesse quesito, pois ao mesmo tempo que está fazendo as fundações, a parte estrutural está sendo também construída. Os pavimentos também podem ser feitos de 3 em 3 e as instalações elétricas são mais fáceis de se fazer. No caso da estrutura de concreto, a estrutura só começará a ser erguida após a fundação estar pronta, os pavimentos serão de 1 em 1, esperando ainda o tempo de cura do concreto para retirar a escora de vigas e também tem maior tempo de execução das instalações elétricas. 

Ótimos motivos, né? Numa construção ou reforma, todos buscam reduzir tempo e custo, sem abrir da qualidade. Esses pré-requisitos são preenchidos com as estruturas metálicas. Conte conosco para fazer um orçamento de materiais para sua obra. Estamos à disposição no WhatsApp, clique aqui para falar com nosso time de venda!   

Tudo para seus projetos

Não importa o tamanho, a RDG atende suas necessidades em produtos siderúrgicos.